o que é um relacionamento tóxico

O que é um Relacionamento Tóxico?

Afinal, você sabe o que é um relacionamento tóxico? Você desconfia ou sente que pode estar vivendo em um relacionamento abusivo?

Isso pode ser um sinal de alerta!

A priori, um relacionamento abusivo nem sempre é notado por algum tempo quando se é a vítima, mas, em sua grande maioria, as pessoas que vivem este tipo de relacionamento sofrem.

Além do mais, quem pensa que somente casais, ou casais héteros passam por essa situação está enganado.

Em suma, o relacionamento abusivo pode acometer todos os tipos de relacionamentos, inclusive entre casais do mesmo sexo, amigos ou entre familiares.

Para saber na íntegra o que é um relacionamento tóxico e suas consequências, leia este artigo e veja como buscar ajuda o mais rápido possível para retomar o controle de sua vida!

Leia também: como curar a depressão?

Afinal, o que é um relacionamento tóxico?

Às vezes, ele pode se manifestar em uma relação de amizade, entre irmãos ou até mesmo entre pais e filhos, e não somente entre casais como supracitado.

Dito isso, podemos dizer que um relacionamento tóxico se manifesta em relações diversas e se trata de agressões físicas e emocionais que uma pessoa pode sofrer.

Os danos que o agressor pode trazer à sua vítima são irreversíveis, caso a pessoa não consiga se libertar dessas agressões.

Não é tão difícil saber o que é um relacionamento tóxico. O mais complicado nisso tudo, é assumir que você pode ser a vítima da história.

Como identificar um relacionamento tóxico?

Os relacionamentos tóxicos ou abusivos podem trazer grandes traumas emocionais, e até mesmo físicos, por isso, quanto mais cedo ele for identificado e interrompido, menores serão as consequências.

A parte mais difícil desses relacionamentos é conseguir identificar quando ele está acontecendo, haja vista que a vítima se encontra tão vulnerável e emocionalmente sensível que, para ela, os abusos são quase que imperceptíveis.

Sinais de um relacionamento abusivo

 

o que é um relacionamento tóxico

Para entender melhor o que é um relacionamento tóxico, conheça os sinais agora mesmo e livre-se disso o quanto antes!

1. Autoestima

Em sua grande maioria, quando se está num relacionamento abusivo, o primeiro sinal é quando a autoestima é afetada.

À primeira vista, quando você está em um relacionamento tóxico, seu parceiro (a) sempre reforça pontos negativos sobre sua aparência ou personalidade. Esse pode ser um sinal de que você se encontra em um relacionamento abusivo.

Frases como “você não é boa (bom) o suficiente’’ ou “você nunca vai encontrar alguém que te queira’’, devem acender o sinal de alerta imediatamente.

Caso a pessoa não reaja de imediato, ela ficará vulnerável ao seu agressor, fazendo com que realmente acredite no que está sendo dito.

2. Ciúme excessivo

Neste mesmo ínterim, o ciúme em relações amorosas ou familiares pode acontecer, e provavelmente vai existir em certo grau.

Porém, em relacionamentos tóxicos ele se manifesta de uma forma diferente e muito mais agressiva.

Bons exemplos disso, é quando o agressor deseja controlar o tipo de roupa que você usa, se pode ou não sair de casa, e quem pode ou não se relacionar com você.

Em casos mais extremos, os episódios de ciúmes podem vir acompanhados de agressões físicas e verbais, trazendo danos sérios à vida da vítima.

3. Invasão de privacidade

Antecipadamente, o relacionamento abusivo vem acompanhado de uma invasão de privacidade fora do normal como, por exemplo:

  • Roubo de senhas de redes sociais;
  • Mexer sem autorização no celular da vítima;
  • Ligações constantes para saber aonde a pessoa está;
  • Instalação de programas de rastreamento em seus dispositivos;
  • Perseguição.

4. Afastamento de outras pessoas

Acima de tudo, o que os abusadores realmente desejam é afastar a vítima de pessoas que supostamente possam lhe ajudar.

Eles usam como tática o afastamento de outras pessoas envolvidas em sua vida como familiares e amigos. Muitas das vezes, esse comportamento pode vir acompanhado de comentários como “essa pessoa não é boa pra você’’, ou “você não precisa de ninguém além de mim’’.

Neste caso, fique atenta (o) a esse tipo de comportamento.

5. Exigir relações sexuais

Geralmente, exigir relações sexuais já é um comportamento abusivo. Contudo, dentro de um relacionamento tóxico, isso pode piorar quando a vítima é uma mulher.

Se o seu parceiro faz chantagem para ter relações sexuais mesmo quando você deixa claro que não quer, isso além de abuso físico, também se enquadra em estupro.

6. Ameaças e violência física

O abusador nem sempre é um homem. Em muitos casos, pessoas do sexo masculino sofrem em relacionamentos tóxicos e isso é bem comum inclusive.

Do mesmo modo, o agressor (a) usa de violência verbal como xingamentos, gritos, além de ameças que podem ou não evoluir para uma agressão física.

Seja qual for o caso, além de estar em uma relação abusiva, você também está sofrendo de um crime que se encaixa na Lei Maria da Penha, e o agressor (a) deve ser denunciado!

Consequências de um relacionamento abusivo

Bem, agora que já sabe o que é um relacionamento tóxico, veja o que pode acontecer com você caso não saia desta relação e busque tratamento médico adequado:

  • Depressão;
  • Sentimento de culpa;
  • Sentimento de fracasso;
  • Sensação de solidão;
  • Baixa autoestima;
  • Perda ou excesso de apetite;
  • Perturbação do sono.

Entre tantas outras consequências.

Como sair de um relacionamento tóxico?

Em primeiro lugar, saiba de uma coisa: A CULPA NÃO É SUA!

Afinal, que culpa tem se você sabe amar e a outra pessoa não? Acredite: isso é uma deficiência do agressor e NUNCA  da vítima!

Em segundo lugar, você deve se afastar o quanto antes e buscar ajuda! Você precisa ser forte e retomar o controle de sua vida!

Muitas vezes, depois que uma pessoa consegue identificar que se encontra em um relacionamento tóxico, o primeiro sentimento que a invade é o desejo de se libertar.

Por isso, compartilhar o que você está sofrendo é muito importante e somente assim conseguirá a ajuda que precisa.

Busque ajuda profissional agora: clique aqui

Dicas de como superar um relacionamento tóxico

Agora você já identificou que pode estar em um relacionamento abusivo, tudo está resolvido, não é mesmo?

Infelizmente, não é bem assim que as coisas funcionam.

Os relacionamentos abusivos tendem a deixar traumas em graus variados, e é preciso se atentar a eles após o fim da relação.

Pode acontecer de a vítima não querer se atentar a esses traumas emocionais, e fingir para si mesma que está tudo bem, porém isso pode ser muito prejudicial para a recuperação emocional pós término.

Mas o que fazer para superar um relacionamento tóxico?

 

Procure ajuda profissional

Nesse momento, você certamente acha que ninguém pode entender o que você está sentindo. Dessa forma, a ajuda de um terapeuta FAZ toda a diferença no processo de superação.

Cada trauma é muito específico e deve ser tratado de maneira singular. Grupos de autoajuda também podem ser muito benéficos e existem até grupos de ajuda em redes sociais (VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHA (O))!

Clique aqui e marque sua consulta agora mesmo!

Recupere sua autoestima

Seja como for, quando você sai de uma relação abusiva, você deve cuidar da pessoa mais importante da sua vida: VOCÊ!

Cuide de sua aparência, às vezes esquecida, faça coisas que gosta e dê valor em seu tempo a sós com você mesma (o)!

Isso será um processo lento, porém deve ser contínuo. Muitas pessoas têm como processo de superação a mudança de visual, que pode ajudar a se desvincular de uma imagem antiga de si mesma (o).

Aliás, esta é uma dica maravilhosa!

Se reaproxime de pessoas amadas

Durante sua relação abusiva, você provavelmente se afastou de muitas pessoas que te amavam, e esse é o momento de se reaproximar e explicar a situação. Você não precisa passar por esse processo sozinha (o), e nem deve.

Procure seus amigos e familiares, pois eles certamente estão sentindo a sua falta e te amam muito!

Não tenha pressa

Realmente, o processo de superação, dependendo do nível de trauma, pode demandar muito tempo, paciência e força de vontade.

Mas, não desista e não tenha pressa de superar, já que provavelmente o abuso foi um processo lento, e se estabeleceu em uma base muito bem construída pelo abusador.

Por isso, afirmamos que você deve ser paciente com você. Apesar disso, é importante não se vitimizar o tempo todo.

Afinal, infelizmente, coisas ruins também acontecem com pessoas boas, mas são totalmente superáveis quando você descobre que se ama de verdade e luta para buscar ajuda.

Conclusão:

Então, se você conhece alguém que pode estar sofrendo em algum tipo de relacionamento abusivo não se omita! Converse e convença a pessoa de buscar ajuda o mais cedo possível.

Caso tenha ficado alguma dúvida, uma consulta pode ajudar e muito…

Clique aqui para saber mais.

Adicionar um comentário