depressão em mulheres

Depressão em Mulheres: Sintomas Invisíveis

Um estudo feito pela Universidade da Califórnia (EUA) detectou que a depressão em mulheres é mais comum do que se imagina.

Talvez, isso se deve ao fato de as demandas impostas pela sociedade às mulheres modernas beirarem o impossível, onde elas precisam fazer quase tudo sozinhas.

Basicamente, os sintomas da depressão em pessoas do sexo feminino ficam escondidos, até que um dia, a doença pode aparecer.

Dito isso, quando uma pessoa descobre que pode estar sofrendo de depressão, é preciso buscar ajuda médica.

Assim, para sanar o problema, o importante é que a doença não se agrave trazendo consigo outros transtornos graves.

Leia também: Sintomas da Síndrome do Pânico: como identificar?

Sinais da Depressão em Mulheres

Os sinais da depressão em mulheres são visíveis como, por exemplo:

  • Tristeza persistente;
  • Pensamentos negativos sobre si mesma;
  • Sensação de solidão;
  • Autoestima baixa;
  • Alterações de humor;
  • Falta de interesse em atividades cotidianas normais (trabalhar, se cuidar ou sair de casa);
  • Perda ou aumento de apetite;
  • Dificuldades para dormir;
  • Dificuldades para se concentrar.

Entre outros sintomas.

Fatores de Risco

De fato, as causas para a depressão em mulheres são diversas e podem variar de mulher para mulher.

Neste caso, somente um especialista poderá avaliar.

No entanto, algumas causas comuns que desencadeiam a depressão em mulheres são:

  • Predisposição genética;
  • Questões hormonais;
  • Estresse;
  • Efeitos de medicamentos;
  • Motivo de doença ou insatisfação com a aparência;
  • Pós-parto.

Realmente, a depressão em mulheres acima dos 30 anos, bem como em mulheres jovens, tem se tornado cada vez mais comum.

Por isso, ao menor sinal de depressão, um profissional deve ser consultado o mais rápido possível.

Muitas vezes, há outros problemas que não foram valorizados como sintomas depressivos, ansiosos ou mesmo traumas a espera de uma resolução por si só.

Contudo, a depressão deve ser levada a sério e trata desde os primeiros sinais.

Ademais, para marcar uma consulta ou tirar alguma dúvida, clique aqui agora mesmo e saiba o que está acontecendo com sua mente.

Adicionar um comentário