Warning: strpos(): Empty needle in /home/doutoranibal/www/wp-content/plugins/shortpixel-image-optimiser/class/Model/EnvironmentModel.php on line 398
7 Dicas para Deixar de Beber: - Dr. Aníbal Okamoto

7 Dicas para Deixar de Beber:

Escrito por Doutor Anibal em 14 de maio de 2020

Confira neste artigo 7 dicas para deixar de beber definitivamente. Como já dito em posts anteriores, o alcoolismo é uma doença que pode afetar gravemente a vida de um indivíduo.

Contundo, deixar de beber sozinho pode ser uma tarefa difícil dependendo do quadro em que o paciente se encontra.

Nestes casos, além das 7 dicas para deixar de beber que apresento aqui, é importante ter a consciência deste passo tão importante que é: parar de consumir bebidas alcoólicas quando isso se torna um problema.

>>>Para saber mais detalhes sobre o alcoolismo, clique aqui e leia mais sobre<<<

Dicas para Deixar de Beber

Em primeiro lugar, diante dessa dificuldade, você pode primeiro tentar recuperar o controle do seu consumo por meio destas dicas simples:

  1. Reveja seus hábitos e mude aqueles que o fazem beber álcool;
  2. Escolha atividades em que não se sinta tentado a beber;
  3. Consuma bebidas não alcoólicas;
  4. Lembre-se de beber água regularmente e comer durante as noites;
  5. Dê um tempo dos amigos e festas;
  6. Fale com alguém de sua confiança que possa apoiá-lo em seus planos para mudar seu modo de agir;
  7. Procure ajuda médica o quanto antes.

Porém, mesmo diante da força de vontade e colocando em práticas as 7 dicas para deixar de beber, o último conselho é muito importante para evitar as tão temidas recaídas.

À primeira vista, pode parecer difícil deixar de beber sozinho, mas, em sua grande maioria é totalmente controlável suportar o processo de abstinência com acompanhamento médico.

Sinais do alcoolismo

De fato, se o seu desejo pelo álcool é frequente ou mesmo contínuo, se você tem uma vontade irreprimível de beber, você pode estar passando por um vício.

Essa dependência se manifesta por sintomas físicos de abstinência quando você não consome como, por exemplo, tremores, sudorese, ataques de taquicardia, hipertensão, náuseas, vômitos, mas também é psicológica, a ponto de não poder viver sem álcool e ficar muito agressivo.

A personalidade de cada pessoa, mas também a sua história de vida, participam na construção da sua dependência.

Quando tiver dificuldades com o álcool, sejam quais forem às quantidades consumidas ou a frequência com que o ingere, não hesite em consultar e, se necessário, procurar ajuda e faça um teste clicando aqui.

Leia também: tipos de ansiedade

CRM-DF 17.813
Acredita na importância da escuta acolhedora, do vínculo e da confiança como fios condutores do processo terapêutico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

crossmenu