Warning: strpos(): Empty needle in /home/doutoranibal/www/wp-content/plugins/shortpixel-image-optimiser/class/Model/EnvironmentModel.php on line 398
Sintomas do Alcoolismo: Pare com isso já! - Dr. Aníbal Okamoto

Sintomas do Alcoolismo: Pare com isso já!

Escrito por Doutor Anibal em 14 de maio de 2020

Será que você percebeu que está com sintomas de alcoolismo ou conhece alguém que sofre desta doença?

Você costuma ouvir as pessoas dizendo para você:

"Vamos tomar uma pra abrir o apetite?” ou “Vira essa dose, vira, vira!” e ainda “Só mais uma... A saideira!”...

Saiba que o perigo mora aí, principalmente para quem deseja parar de beber.

Neste artigo, vamos analisar os sintomas do alcoolismo e mostrar que esta doença tem cura e que muitas pessoas estão vivendo de forma saudável novamente.

Continue lendo e conheça as formas de tratamento eficazes quando você já tentou de tudo para parar de beber e não conseguiu.

Leia também: descubra como parar de beber!

O que é alcoolismo?

 

Em suma, o vício em álcool, também chamado de "dependência de álcool" ou "alcoolismo", geralmente se instala de maneira insidiosa, ou seja, de forma traiçoeira.

Às vezes, pode levar vários anos para a pessoa que bebe ou aqueles ao seu redor perceberem realmente que a doença existe.

Frequentemente, é precedido de hábitos ditos “de risco” (como “consumo excessivo de álcool” , alcoolizações ocasionais e massivas), seguidos de hábitos “nocivos” em que a pessoa vai perdendo gradativamente o controle do consumo de álcool.

Entretanto, o problema mesmo é quando esse consumo passa a ser em quantidades excessivas ou com muita frequência e vai trazendo prejuízos pessoais, sociais e até financeiros.

Um simples “porre” ou vício?

De certa forma, não caracterizamos um alcoólatra quando certa vez um indivíduo dá “PT”, mas quando isso se torna corriqueiro levando uma pessoa a perder o controle sobre suas doses que, em sua grande maioria, são diárias.

Sintomas do alcoolismo

Agora, preste bem atenção nos sintomas do alcoolismo. Se você se identificar com pelo menos 3 destes sintomas, então, é hora de buscar ajuda.

No geral, para o alcoólatra, o álcool passa a ser um dos pilares de sua vida e é difícil para ele pensar em viver sem.

Do mesmo modo, ele fica debilitado pela ausência dessa substância e tem que enfrentar dificuldades que o álcool permitiu obscurecer.

Conheça os sintomas do alcoolismo:

  • O consumo de álcool é cada vez mais frequente;
  • As quantidades de álcool ingeridas são cada vez mais importantes;
  • Aparecem consequências negativas como, por exemplo, conflitos, brigas e comportamentos agressivos;
  • Parar o consumo é difícil;
  • A vontade de beber é mais forte e aparece com mais frequência;
  • Existem sinais de abstinência quando interrompido: tremores, irritabilidade, sudorese, etc...
  • O consumo de álcool também pode se tornar problemático se alterar o comportamento e o relacionamento com os entes queridos.

De certa forma, talvez nenhuma situação supracitada tenha acontecido com você, mas mesmo assim você percebe que já não consegue passar tanto tempo sem beber.

E o que era uma cerveja no final de semana, vira um hábito, de quinta a segunda.

Consequências do alcoolismo

Juntamente com os sintomas do alcoolismo vêm as consequências que podem ser devastadoras e atingem pessoas de todas as classes sociais.

O alcoolismo causa distúrbios diferentes dependendo se é recente ou antigo e dependendo da quantidade de álcool ingerida.

Em curto prazo, é provável que leve a patologias como úlceras, doença do refluxo gastroesofágico, hepatite, náuseas e vômitos.  

Em médio e longo prazo leva a patologias neurológicas, doenças hepáticas graves, cirrose etílica, pancreatite, problemas cardíacos e distúrbios da libido.

Além disso, o álcool aumenta consideravelmente o risco de acidentes rodoviários fatais e tem consequências psicológicas e sociais significativas como, isolamento, depressão, ansiedade, tentativas de suicídio, violência, distúrbios de relacionamento, entre outros.

Acho que deu pra entender mais ou menos onde eu quero chegar, não é?

O que fazer para combater os sintomas do alcoolismo?

É muito difícil conseguir de fato perceber quando estamos cruzando o limite do que é um uso “social” da bebida e um abuso ou mesmo uma dependência, um “vício”.

Para ajudar a termos mais clareza dessa linha tênue, vamos conversar, com muitos detalhes e exemplos, sobre tudo isso.

Antes de qualquer coisa, vou te convidar a responder 4 perguntas bem simples.

Elas fazem parte de um questionário chamado CAGE, que é muito utilizado para rastreamento de problemas relacionados ao uso de álcool (PRA), ou seja, dão uma “ideia geral” se uma pessoa sofre com os sintomas do alcoolismo.

Vamos às perguntas?

  1. Você já tentou diminuir ou “cortar” o uso da bebida?
  2. Já ficou incomodado ou irritado com pessoas que criticaram o seu jeito de beber?
  3. Em algum momento você já se sentiu culpado por causa do seu jeito de beber?
  4. Sentiu em algum momento que precisou beber para aliviar os nervos ou diminuir a sensação de ressaca?

Pronto, acabou! Respondeu todas?  Não vale mentir, hein!

Ninguém está te vendo, você pode falar o que realmente pensa, pois estou aqui para lhe ajudar a retomar o controle de sua vida e a recuperar o que este trágico vício tirou de você.

Então, se você respondeu “SIM” pra duas ou mais das perguntas acima, isso significa que o resultado é positivo, ou seja, é possível que você tenha um problema relacionado ao uso de álcool.

Porém, separamos algumas dicas para que você comece seu tratamento desde agora se estiver realmente decidido a parar de beber.

Sintomas do alcoolismo: Quando consultar um especialista? Qual especialista consultar?

É possível parar de beber sozinho, sem ajuda externa. No entanto, os riscos associados à síndrome de abstinência podem ser altos, o que pode causar problemas mais sérios do que os sintomas usuais de falta de álcool.

Por isso, antes de qualquer interrupção, é aconselhável encontrar um profissional especializado no assunto como um psicólogo ou psiquiatra.

O cuidado integral é fundamental, pois o consumo de álcool nunca é um problema isolado na vida da pessoa.

Diagnóstico e teste

O diagnóstico de alcoolismo pode ser feito facilmente questionando o paciente que evoca a perda de controle de seu consumo, os sintomas de abstinência e a fissura de consumir.

O questionário CAGE baseia-se em uma série de questões relacionadas à análise do consumo nos últimos doze meses.

Eles podem ser muito úteis no diagnóstico. Os exames biológicos não permitem fazer o diagnóstico, mas sim avaliar as consequências do consumo:

  • Macrocitose:ou seja, aumento do volume dos glóbulos vermelhos no sangue;
  • Um aumento no nível de gama GT:(gama glutamil-transpeptidases ou gama glutamil-transferases);
  • A presença de álcool na corrente sanguínea: isso é um sinal de ingestão recente de álcool;
  • Deficiências em vitaminas B1.

Conclusão

E não se incomode com rótulos. O termo “alcoólatra” é antigo e carrega muito preconceito.

Hoje preferimos falar de Problema Relacionado ao uso de Álcool, alcoolismo ou dependência alcoólica.

Até porque, alcoolismo é doença que precisa de tratamento e não de críticas ou de julgamentos.

Ao contrário do que muita gente fala, não é causado por “falta de força de vontade”, “pouca vergonha na cara”, “não ter Deus no coração” ou “fraqueza”.

Com o tratamento adequado, a grande maioria das pessoas consegue se recuperar e seguir a vida normalmente.

Confira a seguir: como parar de beber definitivamente

Caso tenha ficado alguma dúvida, entre em contato conosco aqui, deixe nos comentários e compartilhe para ajudar quem precisa.

Um abraço e até mais!

CRM-DF 17.813
Acredita na importância da escuta acolhedora, do vínculo e da confiança como fios condutores do processo terapêutico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

crossmenu